Nem toda queda de cabelo é sinal de calvice

Enquanto a calvice é genética, a queda de cabelo é multifatorial e pode ter origens diversas como problemas de hormônio, fumo, alcool, sono de baixa qualidade, estresse, uso excessivo de tinturas, descolorantes e alisantes, anemia e carência de algumas vitaminas e nutrientes como ferro.

Tudo isso pode comprometer o crescimento e a vitalidade dos cabelos e resultar numa queda de cabelo maior que do normal.

O eflúvio telógeno é uma das principais causas da queda de cabelo excessiva. Este problema acelera a chegada de mais fios à fase telógena, responsável por desprender as madeixas do couro cabeludo. Seu início pode se dar à partir de algum gatilho acionado três meses antes do momento da queda - período necessário para o cabelo chegar à sua fase final. Em geral, a queda de cabelos acontece quando os hormônios estão em desequilíbrio no organismo, como na puberdade e nas meluheres na menopausa.

Outras causas que que levam à perda de cabelos são estresse, doenças, medicamentos, excesso de oleosidade no couro cabeludo (dermatite seborreica, que pode provocar inflamação e descamação), fatores psicológicos, excesso de química, deficiência de minerais e vitaminas como ferro e zinco, problemas relacionados à tireóide, pós-parto e pós-cirurgico.

Para maiores esclarecimentos sobre o seu caso, procure seu dermatologista de confiança.

Tags:

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square